Alergia em pets na primavera

Assim como os humanos, os cães também têm alergias, e na primavera elas tendem a ser mais fortes devido ao pólen das flores, a poeira e ao bolor, fungos que sobrevivem a ambientes úmidos ou sem arejamento. Sendo que, nos cães essa alergia se manifesta com coceiras e irritações na pele.

O alérgeno, substância que causa a alergia ou que pode provocá-la, desencadeia uma hipersensibilidade na pele do seu cão ou gato, mesmo que ele não tenha contato direto com a substância.

Um reflexo bem comum dos cães para poder aliviar a irritação da pele é coçar, lamber ou morder o local. Só que isso pode causar uma inflamação e até mesmo um problema maior para ele. Para evitar que isso aconteça uma boa dica é realizar a higienização adequada. O banho regular com shampoo específico e a limpeza das patas, junto com a escovação dos pelos depois de um passeio, são ótimas opções para começar a prevenção do seu amiguinho.

Vale lembrar que as flores e a poeira não são os únicos fatores que podem causar uma alergia, mas também parasitas, como as pulgas e os carrapatos. A primavera é uma estação, onde podemos dizer, ser a temporada desses parasitas. Então se o seu pet já é alérgico o cuidado deve ser redobrado.

Abaixo alguns sintomas para começar a reparar se o seu animalzinho está com alergia ou não:

      Pele: vermelhidão, caspa, alguns vergões (urticárias), áreas mais quentes, manchas e excesso de oleosidade.

      Pelagem: verá manchas, a falta de brilho e a queda dos pelos.

      Ouvidos: ficarão com um odor forte, excesso de cera e vermelhidão.

      Rosto: irá perceber que a área dos olhos, do queixo e do focinho poderão ficar mais vermelhos e o pelo começará a ter falhas.

      Patas: irão ficar com mau cheiro, manchas, vermelhidão.

É importante ressaltar que, mesmo tendo as dicas acima, você deve procurar um veterinário de confiança para que ele possa prescrever o que realmente deve fazer para cuidar do seu pet, principalmente nesta estação do ano.